Revista de Educação da Unina https://revista.unina.edu.br/index.php/re <p>A <strong>Revista REUNINA</strong> tem por objetivo divulgar as pesquisas e socializar a produção acadêmica e científica da Faculdade Unina, de seu Programa de Pós-graduação, que reúne o Curso de Mestrado em Educação, o Mestrado está em processo de desenvolvimento institucional a ser credenciado e os demais e diversos Cursos de Especialização (Pós-graduação Lato Sensu), integrando a produção de conhecimentos avançados com a formação para a investigação científica dos cursos de Graduação, bem como articulando as pesquisas e práticas das atividades de Extensão Universitária. Visa ainda acolher pesquisas e estudos de outras entidades ou instituições científicas do Brasil e do Exterior, num percurso de permutas, de trocas e de orgânico intercâmbio de produções de conhecimentos e de inovações institucionais e produtivas, de práticas investigativas e de projetos de integração social.</p> <p>Editora Geral: Professora Dra. <strong><em>Yara Rodrigues de La Iglesia</em></strong></p> <p>Editor Executivo: Professor Doutor <strong><em>Eduardo Soncini Miranda</em></strong></p> <p> </p> <p><strong>PRORROGAÇÃO PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS DA REUNINA </strong></p> <p>Prezados/as Pesquisadores/as,</p> <p>A Comissão Editorial da Revista de Educação e Ensino - REUNINA - informa que prorrogou o edital para a submissão de artigos, resenhas e ensaios para o Dossiê Temático denominado: <strong>Ensino, Metodologias e Formação de Professores</strong><strong>. O prazo para a submissão vai até o dia 30 de agosto de 2022. </strong></p> <p><strong>Para acessar o site utilize o seguinte link: </strong><a href="https://revista.unina.edu.br/index.php/re/about/submissions">https://revista.unina.edu.br/index.php/re/about/submissions</a></p> <p>Os textos deverão ser enviados de acordo com as diretrizes para Autores, respeitando as regras da ABNT e dentro do prazo estipulado. As correções gramaticais são responsabilidade dos autores, como o caráter teórico de seus textos.</p> <p>As possíveis dúvidas podem ser enviadas para o e-mail: <a href="mailto:yara@unina.%20edu.br">yara@unina.edu.br </a> ou <a href="mailto:eduardo@miranda.edu.br">eduardo.soncini@unina.edu.br</a></p> <p>Cordialmente,</p> <p>Equipe editorial</p> <p><strong>CHAMADA PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS DA REUNINA </strong></p> <p>Prezados/as Pesquisadores/as,</p> <p>A Comissão Editorial da Revista de Educação e Ensino - REUNINA - informa que abriu o edital para a submissão de artigos, resenhas e ensaios para o Dossiê Temático denominado: <strong>Ensino, Metodologias e Formação de Professores</strong><strong>. O prazo para a submissão vai até o dia 30 de junho de 2022. </strong></p> <p><strong>Para acessar o site utilize o seguinte link: </strong><a href="https://revista.unina.edu.br/index.php/re/about/submissions">https://revista.unina.edu.br/index.php/re/about/submissions</a></p> <p>Os textos deverão ser enviados de acordo com as diretrizes para Autores, respeitando as regras da ABNT e dentro do prazo estipulado. As correções gramaticais são responsabilidade dos autores, como o caráter teórico de seus textos.</p> <p>As possíveis dúvidas podem ser enviadas para o e-mail: <a href="mailto:yara@unina.%20edu.br">yara@unina.edu.br </a> ou <a href="mailto:eduardo@miranda.edu.br">eduardo.soncini@unina.edu.br</a></p> <p>Cordialmente,</p> <p>Equipe editorial</p> <p> </p> Faculdade Unina pt-BR Revista de Educação da Unina 2675-9721 Estudos dos clássicos no ensino de história moderna https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/114 Wilma Bueno Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.114 Identidade docente: o que é ser professor https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/101 Luis Gabriel Venancio Sousa Bernardo Alexandre Intipe Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.101 Potência do professor: atividade de ensino e as grandes alegrias da docência https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/112 <p>O artigo defende a necessidade de se resgatar a atratividade da profissão docente a partir de um dos seus elementos básicos que são as grandes alegrias da docência: atividade extremamente relevante, o encontro humano, a aprendizagem e o ensino. Se o professor não encontrar sentido em sua atividade, não há condições objetivas de trabalho (salário, número de alunos em sala de aula etc.) que possam realizá-lo pessoal e profissionalmente.</p> Celso Vasconcellos Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.112 O método de conhecimento de Paulo Freire e a intervenção comunitária em Portugal https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/111 <p>Este artigo tem como finalidade apresentar e discutir as bases epistemológicas constituintes do método de conhecimento de Paulo Freire e sua incidência prática em políticas de educação de adultos e formas de intervenção comunitárias em Portugal. Decorrentes da aplicação deste método, estas políticas organizadas após a revolução de 25 de abril de 1974 e as intervenções comunitárias coordenadas no âmbito do programa de pós-graduação em educação da Universidade de Madeira, são exemplos práticos de que o método e os princípios educacionais de Paulo Freire têm sido profícuos na constituição de meios de transformação da realidade social. Trata-se de uma tentativa de contribuir para com a análise desmistificadora da suposta falta de praticidade do método de conhecimento de Paulo Freire e da inexistência de experiências exitosas a partir dos seus pressupostos filosófico-pedagógicos.</p> José Renato Polli Nuno Fraga Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.111 Educação sociocomunitária e o seu estatuto epistemológico na comunidade de comunicação crítica https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/108 <p>A educação sociocomunitária será abordada como uma comunidade de comunicação ilimitada que elabora o seu sujeito-objeto-sujeito do conhecimento, por meio de uma linguagem transcendental corporificada na história, isto é, a “condição de possibilidade das ciências sociais” que permeia o “discernimento quanto ao status transcendental da linguagem e da comunidade linguística”.&nbsp; As questões postas rementem a Kant quando se pensa as condições transcendentais da possibilidade e da validade da ciência como fundamento do estatuto epistemológico na comunidade de comunicação crítica.</p> Francisco Evangelista Daner Hornich Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.108 Família nos livros didáticos em tempos de resistência no campo político-ideológico do estado https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/110 <p>A pesquisa bibliográfica de cunho qualitativo, realizada como trabalho de conclusão do curso de Pedagogia da FAMA, analisou os livros didáticos de História e Geografia do 1º ano do Ensino Fundamental I, disponibilizados pelo Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD), visando responder aos questionamentos: “Como o tema família é tratado nos livros didáticos do Ensino Fundamental I?”, “Apresenta resistência no campo político-ideológico do Estado?”. A partir do levantamento bibliográfico do termo “família na escola”, percebemos que o tema é estudado pelas diversas áreas do conhecimento, os quais trazem a problematização das diferentes configurações de família, de forma que a escola precisa se atentar de que, em uma sociedade capitalista, a forma de participação destas na vida escolar dos filhos nem sempre é a esperada pelos professores. Por sua vez, nos livros didáticos de Geografia e História do 1º ano do Ensino Fundamental I (Ápis, 2ª edição, 2017), adotados pelas escolas municipais de um município do Pontal do Triângulo Mineiro, foi perceptível a preocupação em abordar as diversas culturas, etnias e modos de se unir em família atualmente. Desta forma, concluímos que os livros didáticos adotados apresentam resistência aos ataques político-ideológicos atuais conservadores, sobretudo do Estado, que defende um único e exclusivo modelo familiar.</p> Daiany Nunes Juliana Bento Luci Aparecida de Faria Maria de Lourdes Pinheiro Gabriela Faria Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.110 Ensino por meio de laboratórios virtuais durante a pandemia de Covid-19: estudo de caso sobre inclusão digital no estado do alagoas https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/109 <p>Este artigo apresenta reflexões sobre o projeto de extensão do CESMAC EaD, Laboratórios Virtuais de Química e Física no ensino médio: práticas de aprendizagem em tempos de pandemia. O projeto encontra-se na fase de formação da equipe de multiplicadores do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação (CECITE), da Secretaria de Estado da Educação de Alagoas (SEDUC-AL). Tem por objetivo proporcionar aos estudantes do Ensino Médio, da rede pública de ensino do Estado de Alagoas, experiências de aprendizagens de física e química contextualizadas, com uso de simulações práticas em laboratórios virtuais, visando maior engajamento, melhor desempenho nos processos de aprendizagem e, consequentemente, no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para o desenvolvimento do projeto estão sendo disponibilizados, gratuitamente, para estudantes do Ensino Médio da Rede Pública do Estado de Alagoas, seis Laboratórios Virtuais de Química e Física durante 12 meses – pelo CESMAC EAD, ALGETEC e GRUPO +A Educação.</p> Dyjalma Antonio Bassoli Edileine da Silva Artieres Estevao Romeiro Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.109 Usos da Tecnologia na Educação: uma revisão bibliográfica https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/102 <p>No presente artigo tivemos como objetivo realizar uma revisão bibliográfica elencando as produções científicas que tratam sobre a aproximação entre a Educação e a Tecnologia. Acreditamos que esse trabalho pode auxiliar aos pesquisadores iniciantes no tema e organizar a produção de um período, fornecendo um panorama dos assuntos pesquisados e evidenciando lacunas. Para realizar a coleta de dados dessa revisão bibliográfica, buscamos somente artigos completos no Portal de Periódicos Capes que deveriam ser publicados entre os anos de 2017 e 2022. Foram excluídos textos em língua estrangeira, que não fossem disponibilizados na íntegra de forma gratuita, que fossem revisões de literatura e que não fossem de periódicos revisados por pares. Como resultados ressaltamos a preocupação recorrente nos artigos: a implementação das tecnologias nos processos de ensino e aprendizagem. Isso pode ocorrer devido a essa aproximação ainda ser recente, denotando a necessidade de aprofundar a compreensão dos contextos educacionais e propor soluções. Os indivíduos que fazem parte desses processos também são preocupação das produções, que destacam a mudança nos papéis de professor, que atua como um mediador e não mais como a fonte de conhecimento, e de alunos, que devem desenvolver o senso crítico e a autonomia. O caminho a ser traçado para que a tecnologia não seja somente uma presença na sala de aula, sem fazer parte do planejamento e auxiliar os objetivos educacionais, ainda necessita ser percorrido sanando problemas que se apresentam nos campos material, de recursos humanos e institucional.</p> <p>Palavras-chave: Tecnologia. Educação. Pesquisa.</p> Ana Leticia Padeski Ferreira de Azevedo Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.102 Visualização Matemática e suas relações https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/106 <p>A presente pesquisa tem por objetivo refletir sobre a visualização evidenciando as compreensões em relação a visão, percepção e representação, rompendo com algumas ambiguidades referente ao termo. O percurso metodológico desenhado para esse estudo se fundamenta na abordagem qualitativa, de natureza exploratória, na qual propõe-se buscar o que há de característico e particular na situação analisada. Para compreender a visualização e suas possibilidades no ensino e aprendizagem de matemática, propomos abordar as concepções que estão relacionadas e ocasionalmente são tidas como sinônimos à visualização. Desta forma pretendemos, além de estudar cada concepção separadamente, refletir sobre a maneira com a qual eles se relacionam. Diante disso, a questão que norteia essa pesquisa é: quais as possíveis relações entre a visualização, visão, percepção e representação na aprendizagem matemática? Consideramos a visualização como uma forma de pensamento, de raciocínio, de concretizar o abstrato e, principalmente, uma forma de fazer matemática, alimentando a intuição e a imaginação. Assim, compreendemos que a correspondência entre essas concepções se desenvolve em torno da atividade matemática, na interpretação do que é visto, na descoberta de novas relações, na representação do que não está ao alcance dos olhos e na concretização dessa atividade matemática.</p> Alessandra Hendi dos Santos Márcia Ines Schabarum Mikuska Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.106 As Redes Sociais como espaço formativo: um estudo sobre o Facebook na pandemia da Covid-19 https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/104 <p>Esse estudo tem por objetivo desvelar as redes sociais como um espaço formativo e não apenas de entretenimento e retratar como esse fenômeno se intensificou no período da pandemia de Covid-19. A Pandemia obrigou a população mundial a adotar medidas de contenção, dentre elas o isolamento social. Foi nesse momento que a internet se tornou uma das possibilidades de dar continuidade aos estudos de milhares de estudantes por meio das redes sociais.&nbsp; Com a internet como aliada da educação, muitos professores, buscaram conhecer melhor as ferramentas disponíveis. As conhecidas redes sociais, desde a sua crianção, tem o intuito de buscar conectar pessoas de todas as partes e as reunir por um interesse em comum. Dentre as mais populares estão o <em>Instagram</em>,&nbsp; o <em>Youtube</em> e o <em>Facebook</em>, que são as redes abordadas durante essa pesquisa. No entanto, o foco principal desta investigação é o <em>Facebook</em>.&nbsp; Por meio, do método de Estudo de caso nos aproximaremos da página criada pelo professor Rodrigo Saballa, voltada a conteúdos direcionados a educação.&nbsp; Mas, é importante ressaltar que dentro desse espaço, ele compartilha também momentos pessoais, assim como, materias produzidos por ele como livros, cursos, lives,entre outros. As redes sociais desenvolveram um importante papel para educação durante a pandemia. E é por meio deste estudo, que comprovaremos esse fenômeno. Demonstrando, ainda que ela é uma grande aliada da educação, ao oferecer inúmeras possibilidades, não apenas para alunos, mas para professores, que foram retirados de suas zonas de conforto durante a pandemia de Covid-19.</p> Daniela Pedroso Barbara Lourenço Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.104 Algumas experiências de aprendizagem vivenciadas por estudantes de Curitiba nas aulas remotas https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/103 <p>Com a pandemia de Coronavírus, a Educação formal passou por desafios que exigiu não somente uma aprendizagem por parte de professores e estudantes, mas também a adaptação a novos recursos para o ensino e aprendizagem. Diante deste novo cenário, realizamos em 2020, uma pesquisa voltada aos docentes, no sentido de levantarmos os desafios, dificuldades e conquistas neste contexto. Os resultados nos impulsionaram a indagar sobre a realidades dos discentes. Sendo assim, a presente pesquisa traz as experiências de aprendizagem vivenciadas pelos estudantes durante as aulas remotas, na Cidade de Curitiba-PR. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, por meio de um questionário <em>on-line</em>, realizado no mês de abril de 2021. Os estudantes participantes, deste estudo, são de diferentes níveis de escolaridade: Ensino Fundamental II, Ensino Médio, Graduação e Pós-Graduação. O embasamento teórico pauta-se em Freire (2001, 1996, 1987) mostrando a importância da relação dialógica como um eixo na construção do ensino e aprendizagem, em Weisz (2000) busca-se os processos de aprendizagem e Masetto (2000) possibilita a reflexão sobre a mediação pedagógica e o uso da tecnologia. As considerações finais destacam as alegações dos estudantes e reflexões para o retorno às aulas presenciais. É importante ressaltar que estes sujeitos estão em uma condição privilegiada, pois a maioria participou das aulas usando computador ou celular e possuem sinal residencial de internet. Condição esta que não representa a realidade brasileira, onde muitos estudantes estão à margem das tecnologias digitais e, portanto, das aulas remotas. &nbsp;</p> Daniela Pedroso Edimara Alves Fagundes Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.103 Editorial https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/115 César Nunes Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 4 4 10.51399/reunina.v3i1.115 Resenha https://revista.unina.edu.br/index.php/re/article/view/113 Daniela Cardoso Copyright (c) 2022 Revista de Educação da Unina https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2022-05-12 2022-05-12 3 1 10.51399/reunina.v3i1.113