O Peso histórico dos discursos hegemônicos sobre a sexualidade

Autores

  • Cláudia Ramos de Souza Bonfim

DOI:

https://doi.org/10.51399/reunina.v1i1.13

Palavras-chave:

Sexualidade, Discursos hegemônicos, Repressão sexual

Resumo

O presente estudo de abordagem qualitativa e caráter explicativo-bibliográfico objetiva esclarecer quais os discursos hegemônicos historicamente construídos ao longo da história buscaram controlar a sexualidade. Fundamenta-se especialmente em Foucault, Highwater e Reich. Questiona-se: como e quais discursos hegemônicos pesaram e ainda pesam sobre a sexualidade? Aborda-se sobre os discursos historicamente produzidos e culturalmente repassados através de alguns dispositivos ideológicos. Considera-se que ao longo da história a biologia, a ciência, a religião e medicina produziram discursos e disseminaram discursos visando atender aos interesses das ideologias sociais dominantes ao longo da história.

Biografia do Autor

Cláudia Ramos de Souza Bonfim

Pós-Doutora pelo HISTEDBR UNICAMP, Doutora em Educação, na área de História, Filosofia e Educação (FE-Unicamp); Mestre em Educação; Licenciatura Plena em Biologia e Pedagogia; Docente e Coordenadora Pedagógica da Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco; Pesquisadora Colaboradora Paideia-Unicamp; Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Sexualidade -PET GEPES; Agência Financiadora: PET MEC FNDE. Email: claudiasbonfim@gmail.com

Downloads

Publicado

2020-12-18

Como Citar

Ramos de Souza Bonfim, C. (2020). O Peso histórico dos discursos hegemônicos sobre a sexualidade . Revista De Educação Da Unina, 1(1). https://doi.org/10.51399/reunina.v1i1.13

Edição

Seção

Artigo