A História como pressuposto filosófico para a formação (política) docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51399/reunina.v2i2.32

Palavras-chave:

Escola Pública, Organização do Trabalho Didático, Formação de Professores

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender a matriz teórico-metodológica a Organização do Trabalho Didático, como fundamento para entender a História da Escola Pública Contemporânea. Considera-se que esse pressuposto é importante para formação docente na relação entre educador e educando. A base da análise sobre a discussão partirá da crítica ao modelo manufatureiro, ora negligenciado à formação docente, mas que consideramos fundamental para compreendermos a escola do nosso tempo. Para a realização do trabalho utilizamos a pesquisa qualitativa, com base na análise bibliográfica acerca da discussão sobre a produção da escola moderna. A análise sobre a teoria da história para compreensão do processo da formação docente será questão fundamental para a discussão da organização didática de nosso tempo. Nesta perspectiva será fundamental trazer para a discussão, algo que categoricamente está sendo banalizado nos dias de hoje, o ser humano e sua formação docente. Entendermos o sentido da organização do trabalho didático, a fim propiciarmos um mundo educativo melhor para os trabalhadores da educação básica.

Biografia do Autor

José Santos , Univesidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Bacharel em Ciências Econômicas - Faculdades Integradas Augusto Motta (1990) - Lato Sensu em Administração Educacional - UNESP/Araraquara/SP (1995) , Mestrado em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba/SP - UNIMEP (1997) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP/SP (2009). Atualmente é Professor da Graduação nas áreas de Letras, Artes Cênicas e Geografia e; Pós-graduação stricto sensu em Educação Científica e Matemática, Mestrado Profissional, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul/UEMS. Trabalha com os fundamentos em História e Filosofia da Educação, atuando nas linhas temáticas: Estado - Educação - Políticas Públicas - Sociedade.

Marcelo Silva, Universidade Federal de Ouro Preto

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1994), Mestrado (2003) e Doutorado (2010) em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP. Atuou como: Professor da Educação Básica (Ensino Médio) na Secretaria Estadual do Estado de São Paulo; Coordenador do Curso de Licenciatura em Filosofia nas modalidades a Distância (EaD), Presencial e Pós Graduação (Lato Sensu) do Centro Universitário Claretiano de Batatais (CEUCLAR), Professor, Substituto, no Departamento de Educação do Instituto de Biociências da UNESP no Campus Rio Claro-SP; Professor Titular e Tutor a Distância do Centro Universitário Claretiano de Batatais e Chefe do Departamento de Educação do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto. Atualmente é Professor do Departamento de Educação do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto (DEEDU/ICHS/UFOP) nas cadeiras de Fundamentos e Políticas da Educação e Coordenador do Programa Institucional de Iniciação à Docência no sub projeto PIBID Afro/Indígena, é membro nos grupos de pesquisa Epistemologia e Teorias da Educação EPISTEDUC/UNICAMP; formação e profissão Docente FOPROFI/UFOP; Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indígena NEABI/UFO e Vice Coordenador Núcleo de Estudos e Pesquisa em Políticas Públicas e Educação (NEPPPE). Tem experiência nas áreas de Filosofia e Políticas Públicas em Educação com atuação nas seguintes áreas: Filosofia e História da Educação, Ensino de Filosofia, Epistemologia e Teorias da Educação, Políticas Públicas em Educação e Gestão e Organização do Trabalho Escolar.

Letícia Recalde, Secretaria Municipal de Educação de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (2014), é mestre em Ensino de Ciências pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2019). Foi tutora da Formação Integrando Saberes: iniciativas empreendedoras para o desenvolvimento da aprendizagem na educação profissional - modalidade EaD (SED). No momento atua como Professora de Geografia na Rede Municipal de Ensino de Campo Grande - MS. Versa principalmente nos seguintes temas: políticas educacionais, formação de professores, organização do trabalho didático, educação e trabalho, ensino de ciências e geografia escolar.

Referências

ALVES, Gilberto Luiz. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

ALVES, Gilberto Luiz. A produção da escola pública contemporânea. 4ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

ALVES, Gilberto Luiz. Formação de professores: uma necessidade de nosso tempo. Revista HISTEDBR on-line, Campinas, n.31, pp. 102-112 Set. 2008.

ALVES, Gilberto Luiz. Uma nova instituição educacional para o nosso tempo. Educere Et Educare Revista de Educação. Vol. I n. 1 jan. /jun. 2006.

ALVES, Gilberto Luiz. Nasce uma nova Instituição Educacional. Intermeio: revista do Mestrado em Educação, Campo Grande, MS, 4(8): 6-17, 1998.

ANDERY, Maria Amália Pie Abid, et al. Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. 12ª ed. Rio de Janeiro: Garamond; São Paulo: EDUC, 2003.

COMENIUS, Iohannis Amós. Didática Magna, 1654. Fundação Calouste Gubbenkian, 2001.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e Educação: fundamentos Ontológicos e Históricos. Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação. Revista Brasileira de Educação. V.12 n. 34 jan./abr. 2007.

SAVIANI, Dermeval & DUARTE, Newton (Orgs.). Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas/SP. Autores Associados, 2012.

SILVA, Marcelo D. da. Epistemologia e Educação étnico-racial: análise dos manuais didáticos do Ensino Fundamental de Mariana-MG. REVISTA PEDAGÓGICA | V.19, N.40, JAN./ABR. 2017.

SILVA, Marcelo D. da e QUIRINO, Kátia Maria dos S. A difusão da cultura negra na formação de professores da EJA: uma análise sobre as questões étnico-raciais nas escolas de Mariana-MG. Revista Brasileira de Pesquisa Sobre Formação de Professores v.12 n.23, p 153-166 jan/abr, 2020

Downloads

Publicado

2021-05-06

Como Citar

Santos, J., Silva, M. ., & Recalde, L. . (2021). A História como pressuposto filosófico para a formação (política) docente. Revista De Educação Da Unina, 2(2). https://doi.org/10.51399/reunina.v2i2.32

Edição

Seção

Artigo